O que levar na mala da maternidade

Desde que a Giulia nasceu, três gravidinhas já me perguntaram o que levei para a maternidade, tanto em relação às minhas coisas quanto em relação às da pequena. Como eu já tinha essa listinha pronta no meu e-mail resolvi repassar pra vocês.

 Mas primeiro vai uma dica:

  • Antes de arrumar as malas, é importante verificar o que a maternidade disponibiliza para você, para o acompanhante e para o bebê. Onde eu ganhei a Giulia (Hospital Santa Cruz – Curitiba), por exemplo, eles disponibilizavam toalhas e lençóis de cama para mim e para o maridão. E para a pequena eles disponibilizavam tudo: algodão, gaze, pomada contra assadura, fraldas descartáveis, sabonete líquido da cabeça aos pés, etc. E a maioria dos produtos era da Huggies Turma da Mônica. Legal né? De qualquer forma, ouvi falar que eles não estão fornecendo mais e as mamães têm que levar tudo de casa!

Bom, a lista abaixo é bem pessoal, possui exatamente os itens que levei no hospital. Ah, e coloquei alguns comentários para facilitar!

No final da lista têm uma relação de itens que eu não levei, mas que são necessários caso a maternidade não os forneça.

Para mim:

  • Secador de cabelo – É bom não só pra secar o cabelo (rs), mas pra preparar o mamilo para a amamentação;
  • Prancha de cabelo – Acabei nem usando;
  • 2 Necessaires com produtos de higiene e beleza: Desodorante, pente, escova, prendedor de cabelo, shampoo, condicionador, sabonete, pasta e escova de dente, hidratante, aparelho de barbear (Gillette), maquiagem básica;
  • 2 pijamas (de manga curta) e 1 camisola –  Todos com botão no busto para poder amamentar. Só usei a camisola e um dos pijamas, mas acho bom de qualquer forma levar três, pois nunca se sabe… Você pode acabar sujando de sangue, leite e etc. Então é bom ter a mais por precaução;
  • 1 penhoar – Foi presente da sogra, mas acabei não usando no hospital;
  • 4 calcinhas pós-parto – Daquelas mais altas, de vó mesmo (rs)! De qualquer forma, é importante comprar mais do que quatro, afinal elas serão usadas também em casa, principalmente no primeiro mês, pois dão mais segurança e sustentação (principalmente para quem fez Cesária);
  • 2 cintas pós-parto – Na maternidade usei apenas uma;
  • 2 sutiãs de amamentação;
  • 2 pacotes de absorvente noturno – Usei pouquíssimos. Nos dois primeiros dias usei um que o próprio hospital forneceu. São aqueles absorventes pós-parto gigantescos! Muita gente odeia, mas o sangramento era um tanto intenso, então me sentia mais segura com um daqueles. Mas se o hospital não fornecer, o noturno já está bom;
  • 1 Chinelo Havaianas – Para a hora do banho. É bom usar pra não escorregar;
  • 1 Chinelo de pano confortável – Para os períodos em que estiver em pé, passeando pelos corredores! Precisa ser confortável, pois normalmente os pés incham absurdamente, por conta da anestesia! Os meus ficaram dois lindos pãezinhos! Hehe;
  • Roupa para a saída da maternidade – Planejava ir embora com uma sapatilha, mas não teve Cristo que a fizesse entrar nos meus pés inchados. Tive que ir embora de chinelo! Pense no luxo! Então, fique atenta ao sapato! Quanto à roupa, escolha uma bem confortável e que você usava na gravidez, pois o corpitcho ainda não terá voltado ao normal;
  • Livros – Oi? Não sei em que mundo eu vivo. Desde quando é possível ler com um recém-nascido bem ao seu lado?
  • Mala com as coisas do maridão – Ah, deixa que ele cuida disso, vai! Haha;
  • Não levei concha de amamentação, mas hoje em dia levaria! O que precisei comprar enquanto estava internada foi um bico intermediário de silicone para amamentar.

Para a Giulia:

  • Quatro kits organizados em saquinhos próprios para roupinhas de bebê (comprei em uma feira de gestante). Cada kit continha: um conjunto de body e calça, um par de meias, um par de luvas, um macacãozinho para pôr por cima (tip-top) e um lacinho. Tudo combinando!

A ideia era usar um kit no primeiro dia, assim que ela nascesse, outro no segundo e, por último, o kit “saída maternidade” no terceiro dia! Então o quarto kit montei por precaução.

  • Dois conjuntos extras de body e calça – Sempre tem o risco do bebê sujar com xixi ou cocô. E eu não queria que faltasse nada.

No final das contas, só usei os bodys básicos, as meinhas e as luvinhas (por causa das unhas grandes). Estava um calor de rachar e eu jurava que faria frio! Haha!

  • 3 cueiros;
  • 3 paninhos de boca;
  • 1 cobertor;
  • Escova para cabelo.

Outros:

  • Notebook e carregador;
  • Máquina fotográfica – com pilha carregada e, de preferência, dentro da máquina (Fiquei sabendo que muita gente esquece!!);
  • Celular e carregador;
  • Documentos;
  • Agenda médica com todos os dados do meu pré-natal;
  • Pote de álcool gel;
  • Lembrancinhas – Fiz mini hidratantes personalizados (com cheirinho de bebê);
  • Porta-maternidade – Olhem que fofo:
  • porta maternidade
  • Vaso com flores artificiais e de tecido;
  • Bombonière com bis e bombons Sonho de Valsa;

Vejam só que graça que ficou o balcão com as flores, as lembrancinhas e a Bombonière:

maternidade

Já as coisas que não levei, mas são necessárias na maioria das maternidades, são:

  • De 20 a 25 Fraldas Descartáveis RN e/ou P – A Giulia usou RN durante um mês. E ela nasceu com 3.400 kg. A não ser que seu bebê seja imenso e gordinho, aconselho levar RN mesmo;
  • 1 Pomada para assadura – A Dermodex é ótima;
  • 1 sabonete líquido para o bebê – O da Johnson’s da cabeça aos pés é excelente;
  • 1 pacote de algodão;
  • Chupeta – Para quem quiser oferecer. Eu nem cheguei a comprar;
  • Toalha para o acompanhante;
  • Roupa de cama para acompanhante.

Bom, acho que é isso! No total, pra conseguir levar tudo, foram quatro malas: duas da pequena, uma minha e outra do maridão. Fora as sacolas!

Pra ir embora é que foi uma beleza! Só que não! Pensem na combinação: bebê + bebê – conforto + quatro malas + mil presentes + várias sacolas com coisas diversas!

De qualquer forma, foi ótimo ir embora, ainda mais porque tivemos que ficar um dia a mais no hospital por causa da icterícia da pequena. Não aguentava mais…

Bom pessoal, espero ter ajudado!

 

15 pessoas curtiram.