Danoninho? Não, obrigada!

Danoninho

Conheço muitas mamães que oferecem Danoninho (e demais Petit Suisse) aos seus filhos desde os primeiros meses de vida. A maioria acredita estar fazendo o bem para seus pequenos. Portanto, não julgo!  Eu mesma comi muito Danoninho. Meus irmãos comeram. Meus primos comeram. Meus sobrinhos comeram (e continuam comendo, rs). Quem nunca? Tanto a minha mãe quanto outras milhares de mães por esse mundo afora acreditaram ou acreditam que esse queijinho (Sim! Ele não é Iogurte! É um tipo de queijo) é totalmente inofensivo! Afinal, não tem um monte de cálcio, ferro, vitaminas, proteínas, etc, etc e etc?

A questão é: Vocês já pararam pra pensar no tanto de conservante, corante, açúcar e demais porcarias que eles enfiam nesses potinhos?

Entrei no site da Danone pra dar uma olhadinha nos ingredientes e resolvi compartilhar com vocês! Analisem bem:

Leite desnatado, xarope de açúcar, preparado de morango (água, frutose, polpa de morango, cálcio, fósforo, açúcar, amido modificado, zinco, ferro, vitaminas D e E, estabilizantes goma xantana, goma carragena e carboximetilcelulose, acidulantes ácido tartárico e ácido cítrico, aromatizante, conservador sorbato de potássio e corante natural carmin), creme de leite, cálcio, cloreto de cálcio, fermento lácteo, quimosina e estabilizantes goma guar, carboximetilcelulose, goma garragena e goma xantana. 

Olhando todos esses nomes esquisitos vocês realmente se sentem seguros em oferecer esse tipo de alimento para seus filhos? Eu não!

Só por curiosidade, esse corante natural carmin que é utilizado no Danoninho, é obtido através do esmagamento do corpo seco de um inseto, proveniente do México, chamado Dactylopius coccus ou Cochonilha. Nojento, não acham?

Cochonilha

Imagem tirada daqui.

Quem não se importa com o inseto, deveria pelo menos se importar com a quantidade exagerada de açúcar, que é super prejudicial à saúde das crianças (quem quiser se informar um pouco mais, dá uma lida nesse post).

De acordo com a Proteste, que analisou diferentes marcas de Petit Suisse:

“… os petit suisse apresentam açúcar em excesso, o que é prejudicial à saúde das crianças, que acabam se acostumando ao paladar doce desde cedo. Se uma criança de 7 a 10 anos consumir um potinho, estará ingerindo 27% do limite diário máximo de açúcar de absorção rápida. Se tiver de 4 a 6 anos, 32%. Valor muito acima do ideal recomendado – no máximo, 10%. Na década de 1980, havia uma propaganda que falava que um queijo petit suisse “vale por um bifinho”. É importante saber que este alimento tem um valor nutricional muito inferior que o da carne, esta sim rica em proteínas, vitaminas e minerais, livre de conservantes, corantes e açúcares adicionados e com melhor índice de absorção pelo organismo. Embora sejam fontes comprovadas de minerais e proteínas, os testes provaram que os petit suisse não contêm a quantidade de minerais declarada no rótulo. Os maiores problemas foram detectados nos teores de ferro e cálcio: as quantidades informadas no rótulo eram inferiores às realmente existentes no produto.”

Fora que o Danoninho não é indicado para crianças menores de três anos (alguns dizem quatro). Isso mesmo que vocês leram! Menores de três anos não devem consumi-lo! Não é balela não gente! O próprio fabricante informa. Pelo o que andei pesquisando, antes a Danone tinha no site uma área em que respondiam as principais perguntas (FAQ) e uma das perguntas era: A partir de qual idade posso dar Danoninho ao meu filho? A resposta: O Danoninho é um produto recomendado para ser consumido por crianças a partir do 3º ano de vida. Antes dessa idade, recomenda-se consumi-lo somente com autorização do pediatra. 

Não consegui mais achar essa área no site (acho que foi reformulado), de qualquer forma, a Danone deixa claro: Danoninho é uma marca de nutrição infantil. Os produtos da linha são enriquecidos com Cálcio, Ferro, Zinco, Fosforo e Vitaminas para complementar a alimentação das crianças de idade pré- escolares.

Se o próprio fabricante diz, porque alguns pediatras liberam o consumo para crianças de apenas seis meses de vida? É de se indignar, não acham? Bebês não devem consumi-lo!!!!!!!!

Mamães, esse alimento é uma porcaria! Não serve pra nada!

Além de tudo isso, muita gente tem o costume de oferecê-lo como sobremesa, logo após as refeições, o que é um grande erro! O Danoninho é um produto lácteo, portanto atrapalha a absorção do ferro quando ingerido logo após o almoço ou jantar! Quem quer um filho com anemia aqui? Eu não! Se você não abre mão desse produto e mesmo depois de tudo o que eu falei acha que deve continuar oferecendo ao seu filho, pelo menos o coloque nas opções de lanche (da manhã ou da tarde) e não como sobremesa, oferecendo com cautela, é claro.

Em minha opinião, são muitos contras e poucos prós (existe algum?), por isso Danoninho aqui em casa não entra de maneira alguma! Existem tantas opções infinitamente mais saudáveis e saborosas! Exemplo: Iogurte Natural Integral batido com morangos. Fiz ontem mesmo pra minha sobrinha e ela se lambuzou!

Fica a dica!

266 pessoas curtiram.

Iogurte na alimentação dos bebês

Iogurte com frutas

Quando a Giulinha completou seis meses de idade, a pediatra liberou a introdução do iogurte na alimentação dela. É claro que não qualquer iogurte e sim o natural e integral.

No começo eu oferecia o iogurte puro mesmo, ela fazia uma caretinha mega engraçada, mas engolia e pedia mais.

Com o passar do tempo eu fui misturando o Iogurte com alguma fruta e o negócio foi se tornando cada vez mais “profissa”. Hahaha. Até eu passei a tomar o restinho de iogurte que sobrava no lanche da tarde. Pensem num lanchinho delicioso, nutritivo e natural…tem coisa melhor?!

Bom, as combinações são infinitas, mas acho que as mais bacanas são:

  • Iogurte + Banana
  • Iogurte + Banana + Maça
  • Iogurte + Mamão
  • Iogurte + Banana + Mamão
  • Iogurte + Banana + Mamão + Maça
  • Iogurte + Manga

Outras frutas que podem ser usadas: abacate, pêra, morango, (após um ano de idade), ameixa, etc.

É possível fazer de duas formas: amassar as frutas e misturar o iogurte ou bater tudo no mixer ou liquidificador (é o que faço normalmente).

É claro que para os pequenos são se deve adoçar. E, de vez em quando, fica gostoso também colocar um pouquinho de aveia.

Aqui em casa nós adoramos!!!!!

Mas uma dica quentinha que quero passar pra vocês é transformar essa mistura de iogurte com frutas em um delicioso sorvete! Basta despejar a mistura em uma forminha para picolé (ou até mesmo em um copo de plástico com palitinho) e colocar no congelador!!! Fica uma delícia!

Em relação à quantidade, na verdade eu faço “de olho” ou “gosto” (rs), vou provando até achar um equilíbrio entre os ingredientes.

De qualquer forma, aí vai uma receitinha pra vocês:

Sorvete de Iogurte Natural e Manga

Ingredientes:

  • 1 copo de iogurte natural
  • 2 mangas maduras, sem casca e picadas

Modo de preparo:

Deixe a manga por algumas horas no freezer até congelar bem. Bata a fruta no liquidificador com o iogurte até obter uma mistura cremosa. Distribua a mistura em forminhas e leve novamente ao freezer ou distribua em taças e consuma assim mesmo.

Delícia né pessoal?

Bom, é importante ressaltar que não é aconselhável oferecer iogurtes de frutas industrializados para bebês, por possuírem corantes, açúcar, etc, etc, e etc.

Em relação ao Danoninho, já ouvi falar que só é indicado para crianças acima de três anos. Tentei achar essa informação no site da Danone, mas não consegui. De qualquer forma, mandei um e-mail para eles perguntando a partir de quando ele é liberado. Ainda não recebi a resposta, mas assim que receber eu venho aqui pra contar pra vocês.

É isso pessoal, usem e abusem do iogurte natural! 😉

55 pessoas curtiram.