Relato da minha gravidez – Parte I

minha gravidez

A minha gravidez foi super tranquila em alguns aspectos, mas extremamente difícil em outros! Não vou mentir e dizer que me sentia sempre linda, feliz e realizada! Não! Grande parte do tempo me sentia feia, cansada e insegura! Me perguntava quase todos os dias: Cadê todo aquela felicidade e glamour que sempre vi nos filmes e novelas? É pessoal, na vida real as coisas são bem diferentes e a gente só descobre isso depois de receber o positivo!

Como já relatei aqui, descobri minha gravidez antes mesmo da minha menstruação atrasar e o único sintoma que eu tinha era uma cólica chata, que insistia em me perturbar! Fora isso, era como se nada estivesse acontecendo no meu corpo! Eu não me sentia grávida! Como isso era esquisito!

Bom, assim que peguei o resultado do Beta HCG, marquei a minha primeira consulta obstétrica, com aproximadamente cinco semanas de gravidez! Estava me sentindo super segura, afinal eu já tinha uma ginecologista-obstetra de confiança, que me acompanhava há anos! Ufa, não precisaria correr atrás de médico. Faria meu pré-natal e meu parto com uma pessoa que eu adorava e confiava cegamente.

No dia da consulta, as pessoas mais superprotetoras do mundo me acompanharam: minha mãe e meu marido! Minha mãe tava toda eufórica e querendo exercer o mesmo papel que exercia quando eu tinha uns cinco anos de idade, perguntando TUDO à médica e falando mais do que eu! Hahaha!

Quando contamos o motivo da consulta, para minha decepção, a médica não demonstrou qualquer sentimento, seja de surpresa, alegria ou sei lá o quê. Parecia que eu era apenas mais uma “recém-grávida” ali. Ela me fez algumas perguntas, repassou algumas orientações…mas tudo de maneira tão fria e superficial, que parecia que estava lendo um script a todo momento!

Poxa, que grávida não quer se sentir especial e ter um tratamento diferenciado? Nem pra ela fingir que se importava…hahaha! E eu não era uma grávida qualquer, era paciente dela há anos!

Bom, eu já tava mega chateada, mas não podia sair correndo de lá.

Depois de ter me passado as recomendações e as guias para os exames, ela resolveu fazer uma ultrassonografia para ver se conseguíamos visualizar alguma coisa! E é óbvio que não conseguimos visualizar absolutamente NADA! Primeiro porque eu estava com apenas 5 semanas, pelas nossas contas, e segundo porque ela tinha um aparelho do tempo do êpa no consultório dela. A tela era minúscula e, até hoje, não consigo entender como aquela geringonça ainda tava funcionando! Haha.

Depois de vê-la preenchendo a guia do exame, me dei conta: Ela queria era ganhar dinheiro com a ultra!!! Que raiva!

Como se não bastasse, para finalizar, ela me disse que cobraria uma taxa de 1.500 reais para realizar o meu parto e não explicou direito o motivo dessa cobrança. Mais tarde, através de outros médicos, é que fui entender do que se tratava (falando nisso, ainda quero fazer um post sobre essa taxa de disponibilidade médica). Na hora só conseguia pensar: que mercenária!!!!!!!

Saí de lá desnorteada. Toda aquela minha segurança tinha ido por água abaixo! Eu precisava achar um médico bom e precisava ser rápido!

Bom, procura aqui, procura ali…acabei conseguindo uma consulta com uma médica que localizei através do próprio catálogo do plano de saúde! O consultório dela ficava numa região privilegiada do Batel (Curitiba-PR), mas assim que adentramos a porta, que decepção! O lugar era velho, mal cuidado e com aparência de sujo! Duas mulheres estavam sentadas na recepção, pensei: duas recepcionistas! Há – Há – Há! Imaginem a nossa cara de surpresa quando descobrimos que uma dessas mulheres, que, por sinal, estava toda descabelada e sentada de forma completamente desleixada, era a médica!!!!!!! Meu Deus! Olhei por meu marido como quem diz: “vamos sair de fininho?”. Hahaha. Mas já que estávamos ali não custava nada ver “qualera” a da médica! No fim, acabamos nos surpreendendo, afinal ela foi super querida e atenciosa. Mas, de qualquer forma, não dava né gente? Não conseguiria pisar ali novamente…era muito desleixo e bizarrisse num só lugar! Então bóra pesquisar outros obstetras!

Enquanto eu não achava o médico ideal, aproveitei para fazer os exames que ambas as médicas tinham me repassado! E foi aí que tudo começou! Na primeira ida ao laboratório tive meu primeiro enjôo. Sorte que o maridão tava dirigindo e sorte que tinha uma sacola dentro do carro! Vomitei em todo o trajeto casa-laboratório! Argh! Não gosto nem de pensar!

Eu sabia que a fase “nem-parece-que-estou-grávida” não duraria muito tempo! Sempre tive sérios problemas de estômago e sempre fiquei enjoada muito fácil (meu pai conta pra todo mundo altas histórias de quando eu era pequena e vomitava no ônibus e, principalmente, em cima das pessoas…hahaha…quem nos conhece sabe!), portanto, na gravidez não seria diferente, óbvio!

A partir desse momento comecei a vomitar TODOS os dias e VÁRIAS vezes ao dia! Era em casa, no trabalho, na rua, dirigindo, escovando os dentes, tomando banho…e por aí vai! Um horror! Como eu disse antes: Cadê o glamour hein???? Hahaha!

Bom, com sete semanas fiz a minha primeira ultra de verdade! Sim, porque aquela no consultório da médica não tava valendo! Marquei pro período da tarde, então lembro que o período da manhã foi de pura ansiedade, mal conseguia trabalhar! Saí do trabalho e a caminho do IDEPI (muito bom!) me dei conta de que não estava com a guia do exame! Que desesperoooooo! Fui correndo pra casa buscá-lo, cruzando os dedos para conseguir chegar a tempo! Graças à Deus deu certo e eu consegui ver pela primeira vez o grande amor da minha vida! Que emoção! Achava que iria chorar, mas não chorei não! De qualquer forma, me senti muito feliz e realizada! O nosso feijãozinho estava ali! Na verdade, tava mais para um gergelim, mas tudo bem! E o feijãozinho já tinha até apelido: Little B (de little bean – pequeno feijão). Hahaha! Até a mamãe foi apelidada de algodãozinho! Lembram daquela experiência de germinação que fazíamos na escola com feijão e algodão? Então… Hahaha!

O nosso amorzinho tinha menos de 1 cm e seu coraçãozinho batia a 140 bpm.

Ainda nessa semana em que fiz o exame consegui uma consulta com um obstetra super indicado pelas mamães de Curitiba que participam do fórum e-family (pra quem ainda não conhece, fica a dica. O fórum é ótimo e trás debates desde treinantes até mamães de pré-adolescentes).

Lembro que marquei a consulta, mas não perguntei o endereço, pois já tinha pego pela internet mesmo. Cheguei na clínica toda faceira e quando fui falar com a recepcionista, pensem na minha cara de tacho quando ela me diz que o médico não atendia mais lá e que estava com consultório em outro endereço! Saí de lá correndo, liguei o GPS do celular (não tinha a mínima ideia de como chegar nesse novo endereço) e cruzei os dedos! Cheguei mega atrasada, enjoada e quase colocando os bofes pra fora. Mas deu certo! Logo que cheguei, fiquei encantada com o consultório: grande, limpo, lindo e chique! Sério, um luxo! Hehe! E o médico foi super atencioso! Tratamento vip mesmo! Não pensei duas vezes e já deixamos marcadas todas as consultas do pré-natal e, até mesmo, a consulta do pós-parto. Olhei todas aquelas datas e pensei: “Nossa, vai demorar muito pra tudo isso acontecer”. Que nada…

17 pessoas curtiram.

Psicóloga. Apaixonada por cinema, viagens, gastronomia e decoração. Mamãe da Giulia.

Comentários

  1. Fernanda Diz::

    E qual era o seu médico? RRSS fiquei mega curiosa, e estou a procura de um salvador da patria !

    • Priscilla Diz::

      Fer, pq um salvador da pátria? Tá grávida de novo? rs.
      Depois te passo o nome dele por e-mail, mas ele não está mais fazendo consulta ginecológica, só obstétrica mesmo!
      Beijos querida!

  2. Ana Paula Diz::

    Ola Pri,
    Li seus posts e me identifiquei muito, de inicio tb minha médica de anos fez desdem na minha primeira consulta, fiquei hiper chateada e tb falou desse valor de disponibilidade que desconhecia. Estou de 12 semanas de gestação e agora achei enfim um obstetra legal. Mas fiquei muito curiosa em saber o nome do seu. vc pode me passar. Felicidades
    Ana Paula (Curitiba)

    • Priscilla Diz::

      Oi Ana!!!
      Esse desdém dos médicos é horrível né?!
      Que bom que já achou um médico legal, de qquer forma te mandei um e-mail com o nome do meu obstetra! Depois dá uma olhadinha!
      Bjinhos e tudo de bom pra vc e pro baby! =D

  3. Renata Diz::

    Olá Priscilla!
    Encontrei o seu site, justamente porque estou buscando uma indicação de obstetra em Curitiba…
    Será que poderia me passar o contato do seu?
    Já é um grande avanço chegar a uma consulta tendo a indicação de alguém, né?
    Obrigada
    Renata

  4. Daniele Borges Diz::

    Boa tarde,
    Você pode me passar o contato do seu médico?
    Grata.

Deixe seu comentário

*