Parede para as crianças desenharem!

Que tal providenciar uma parede para as crianças desenharem a vontade?

Pra quem não sabe, o desenho é extremamente importante para o desenvolvimento infantil. Além de ser uma forma da criança se expressar, transformando suas experiências e emoções em cores, traços e formas, é fundamental para a estimulação de vários aspectos cognitivos, como: atenção, percepção, linguagem, raciocínio, etc.

Portanto, o desenho deve ser MUITO incentivado. Seja na escola ou em casa!

Infelizmente, muitos pais desencorajam seus filhos a desenharem e acreditam que o desenho nada mais é do que um simples passatempo. Já trabalhei bastante com crianças e já escutei várias histórias de pais reclamarem que os filhos desenhavam demais na escolinha e que deveriam fazer algo mais produtivo! No próprio consultório, certa vez uma mãe me questionou: Compensa eu pagar a consulta para o meu filho vir aqui desenhar com você? Apesar de não parecer (esse é um dos problemas da escrita), ela me perguntou de forma super carinhosa, apenas por não entender – de fato – a importância do desenho (nesse caso, para fins de intervenção psicológica).

Vejo que muitos pais ainda não se deram conta de que o “simples” desencorajamento (através de palavras e atitudes que, muitas vezes, passam despercebidas) contribui para o bloqueio de vários outros processos importantes na infância, como a fantasia e a criatividade.

Ok, mas o intuito do post nem é esse! Haha! Queria apenas dar algumas dicas bacanas de como transformar uma parede qualquer em um belo “quadro” para as crianças desenharem.

Aqui em casa quero muito estimular a baixinha a soltar a criatividade dela! Já tenho dado, de vez em quando, papel e giz de cera para ela ir se familiarizando com o negócio. Hehe! Até que sai uns rabiscos, mas a coordenação motora necessária pra este tipo de atividade ainda não está muito bem desenvolvida, fora que – vira e mexe – ela quer comer o giz de cera. Mas tudo bem, faz parte! rs.

Mais pra frente, quando ela estiver maiorzinha, quero colocar em prática alguma dessas ideias que vou mostrar hoje pra vocês! Quero que ela tenha um espaço grande – e só dela – para rabiscar, colorir, desenhar, escrever.

Contei a ideia pro meu marido e ele disse: “ah, mas podemos comprar um quadro, não precisa ser necessariamente uma parede!”. Mas a graça é desenhar na parede, ora bolas! Hahaha. E vai dizer que não é o sonho de toda criança?

É claro que ela poderá desenhar também em papéis, cadernos, caixas de papelão, etc. Mas acho que ter um espaço na parede vai ser bem bacana, vocês também não acham?

Não preciso nem dizer que regras e limites devem existir né? Óbvio que a criança não pode sair pintando tudo por aí! É preciso deixar bem claro onde ela pode e onde ela não pode desenhar.

Bom, mas vamos ao que interessa.

Parede Quadro Negro:

1

Demais né? Pra transformar a parede em um quadro negro é bem simples, basta usar uma tinta específica. O processo de pintura é igualzinho a qualquer outra tinta convencional. Se optar pela Coral, a tinta que você deve procurar se chama Esmalte Sintético Coralit Fosco. Se optar pela Suvinil, procure pela Suvinil Esmalte Fosco.

Para desenhar, usa-se o giz e para apagar, um pano úmido! Acho que apagador também deve servir!

Outras fotos para servir de inspiração (tiradas todas do Google Imagens):

2

3

5

7

4

10

8

Parede Lousa Branca:

11

12

Essa ideia genial achei nesse site aqui. Para conseguir esse efeito, basta colar na parede um adesivo vinílico. Veja só o passo a passo completinho.

Para escrever, usa-se caneta específica para quadro branco e para apagar, um simples paninho!

Mais fotos (também tiradas do Google Imagens):

13

14

Parede Papel Kraft (pardo):

Essa ideia é mais simples, mas não deixa de ser tão bacana quanto as outras!

Basta cobrir uma parede com papel Kraft. As crianças podem desenhar com qualquer tipo de material: canetinhas, lápis de cor, giz de cera, etc. E o papel pode ser trocado sempre que achar necessário.

15

Imagem tirada do blog Roteiro Baby.

16

Imagem tirada do blog Potencial Gestante.

E aí, o que acharam?

10 pessoas curtiram.

Psicóloga. Apaixonada por cinema, viagens, gastronomia e decoração. Mamãe da Giulia.

Deixe seu comentário

*