No peito???

amamentação

Semana passada fui almoçar com o meu marido e a pequena em um restaurante que frequentamos desde que nos casamos – quase quatro anos. Tudo muito bom, tudo muito lindo, até que a tiazinha do caixa – que trabalha lá desde sempre e inclusive “acompanhou” minha gravidez – perguntou se a Giulia comia bem. Eu disse que ela comia pouco! E só! Não estava muito a fim de me alongar no assunto. Mas ela não se deu por satisfeita: E ela ainda mama? Eu disse que sim. Com uma cara de assustada, torcendo para que eu dissesse não para a pergunta seguinte, ela soltou: No peito??????? SIM (mil vezes SIM)!!!!!!!!!!!!!!!!! Sério, vocês precisavam ver a cara de espanto da mulher. Acho que ela queria me matar naquele exato momento! Devia estar pensando: doida, desvairada, lelé, sem juízo, sem noção, pouca prática, biruta, cabeça de vento… Como assim amamentar uma pré-adolescente de quase um ano e dois meses que já tem dente, já anda e já “fala”? E como se não bastasse a cara feia que ela fez, ela achou que precisava me dar um super toque (ou jogar uma maldição, sei lá): “Olha, quando você parar de amamentar, com certeza ela começará a comer bem! Você vai ver!” Aff… Valeu tiazinha, mas tô cagando e andando para o que você pensa! Hahaha! Sério, fiquei indignada, mas até que eu gosto dela, apesar das pérolas que ela solta de vez em quando!

Mas eu contei essa historinha pra dizer o quanto fico puta da cara com esse tipo de desincentivo ao aleitamento materno, principalmente após os seis meses. Caraca, a Organização Mundial de Saúde não recomenda e incentiva a amamentação até, pelo menos, dois anos de idade? Então, porque cargas d’água uma mãe que decide seguir esse esquema é vista com maus olhos? É criticada e apedrejada em praça pública? (tá, exagerei!)

Nunca recebi um elogio sequer por conseguir manter o aleitamento materno até hoje. Não que eu ache que mereça elogios, pois faço nada mais do que minha obrigação como mãe. Só não entendo o porquê das pessoas criticarem tanto as mamães que amamentam seus filhos por um tempo mais prolongado. Faz bem pro bebê, pra mãe, pro mundo, pra humanidade, sacou?

Poxa já tem muita gente desorientada por aí, que interrompe a amamentação em poucas semanas ou meses, recorrendo a fórmulas infantis por não ter o conhecimento e apoio necessários. E ainda vêm essas tiazinhas querendo desencorajar a galera? Faz favor né?

Como já ouvi por aí: Dar o peito é dar vida! É bom demais! Por aqui temos só aproveitado. Graças à Deus, Giulica parou de morder! Viva! Lembram desse post aqui? Entããooo… as coisas melhoraram bastante! Agora é só alegria. Portanto, não temos data para o fim! E quer saber? Estamos muito bem assim, obrigada! Enquanto dou o peito sem remorso, tento não me abalar com os comentários absurdos que escuto por aí!

E vocês, também ficam indignadas com isso?

Beijos!

7 pessoas curtiram.

Psicóloga. Apaixonada por cinema, viagens, gastronomia e decoração. Mamãe da Giulia.

Comentários

  1. Oi Priscila! Curto bastante o teu blog, embora ainda não tenha comentado.
    Sinceramente, acho muito chato gente que nunca nos viu na vida, não conhece nossa história, dando palpite e se metendo na relação entre mãe e filho. Eu vivi o oposto de você: parei de amamentar aos 6 meses e meio – não tinha mais leite – e quando me perguntam e digo que não amamento mais, me olham com cara de “mãe desalmada, tá com medo dos peitos caírem…” Você tá certa em querer amamentar, eu estou certa em ter parado. Ninguém tem nada a ver com isso, ser mãe do seu filho não dá conhecimento universal sobre toda e qualquer criança. Menos julgamento, mais amor e cuidado, cada um na sua. E tenho dito!
    Desculpa e desabafo, me senti a vontade em ver o seu, tão oposto ao meu e, ao mesmo tempo, tão igual.
    Beijos

    • Priscilla Diz::

      Nossa Gi, adorei!!! Disse tudo!
      O que podemos concluir com tudo isso é que, para esse tipo de gente, nada do que fizermos será bom o suficiente!
      A história se repete quando o assunto é mãe que trabalha fora X mãe que para de trabalhar pra cuidar do filho!
      Se você coloca seu bebê de poucos meses na creche ou contrata uma babá, lá vem comentários do tipo “coitado, vai pegar um monte de doencinha” ou “cuidado! Ele pode se apegar mais à babá do que a você”.
      Agora se você decide parar de trabalhar, tem que se preparar tbm para ouvir umas boas críticas: “Aii, mas ele não vai ficar mimado demais?” ou “Mas você vai aguentar ficar em casa o dia todo sem fazer nada (oi?)”.
      Difícil! Qquer decisão que a gente tome será a decisão errada na visão egoísta e limitada dessas pessoas!
      Mas é como vc disse, ambas estamos certas, mesmo passando por situações opostas!
      O negócio é a gente não dar bola pra comentários maldosos e incheridos!
      Beijãoooo!
      P.S.: Agora já pode comentar sempre! Hehehe

  2. ana lucia oliveira Diz::

    meuu Deus!vc tirou palavras da minha boca!!!o povo que cuida da vida…um bom conselho ninguem da,com apenas um mes de vida do meu bebe já ouvi da uma mamadeira de nestogem,um chazinho,um pouco de agua pra limpar e não da colica de umbigo e bla bla bla afff…só rindo! o meu vai mamar ate mais e dois anos!!!deixe q fale…mais incomoda um pouco!rs

    • Priscilla Diz::

      Oi Ana! Jura que falaram pra vc dar mamadeira de Nestogeno? Que povo sem noção! Hahaha! Só rindo mesmo!
      Mas é isso aí, continue firme e forte amamentando seu baby, sem se importar com esse monte de pitaco alheio! Por aqui tentarei fazer o mesmo! rs.
      Beijos querida!

  3. Diz::

    Eu fico sim, deixei o meu filho com 5 meses na escolinha (me achava a pior mãe do mundo, mas já superei isso) ele não pegou mamadeira com outro leite e nem o bico, então na escola davam mingauzinho pra ele na colher e eu amamentava ele de manhã, na hora do almoço, e a noite, isso até o 6ºmês, depois que ele se alimentava bem com sopinha e frutinha, continuei amamentando ele de manhã e a noite, e isso foi até 1 ano e 8 meses. Porque parei? porque o danadinho acordava de 2 em 2 horas a noite pra mamar, e isso estava me deixando muito cansada… foi super difícil tomar essa decisão, mas eu me vi obrigada pela minha saúde.
    Mas o que eu queria dizer, é que peito é saúde, a maioria dos amiguinhos da escola dele se alimentavam basicamente de mamadeira ( e muitas mães falavam pra fazer o mesmo porque era mais “prático”, vê se pode uma coisas dessas?!), o que notei é que essas crianças viviam gripadas tomando um monte de remédios e fazendo nebulização, e o no meu filhote até dava uma gripinha, nada muito sério, dei uma vez antibiótico pra ele, o restante que ele precisava pra se recuperar o peito fornecia. Agora ele tem 5 anos é um menino super forte, super saudável, e muito inteligente.
    Estou gravida de 7 meses da Júlia e ela vai mamar muito também.
    Por experiencia própria continue dando muito peito pra sua pequena, peito é saúde, amor, vida.. e deixa esse pessoal que opta pela “praticidade” de lado. bjos

    • Priscilla Diz::

      Oi Jô! Adorei seu comentário!
      Nossa, vc foi super guerreira e conseguiu amamentar seu filhote por bastante tempo!!!
      Tem muitas mamães que param assim q colocam seus filhos na creche! Não julgo, pois imagino o quão difícil deve ser.
      Mas admiro pessoas como vc que mesmo com todas as dificuldades conseguem se manter firmes e fortes nos seus propósitos!
      Obrigada pelo carinho e palavras de incentivo!
      E boa sorte na amamentação da sua Julinha!
      Beijão

  4. Amanda Diz::

    Oi Priscilla, acho muito lindo você continuar a amamentar sua princesa, eu infelizmente não consegui fazer com que o meu Henrique (1 ano e 2 meses) pegasse o peito, desde o nascimento ele tomou fórmulas infantis.
    Não de ouvidos para terceiros, continue fazendo o que tem certeza que é o melhor para vocês.
    Há, já ia me esquecendo… amo seu blog, to sempre antenada nas suas dicas.
    Beijinhos.
    Amanda.

    • Priscilla Diz::

      Oi Amanda, que querida você!
      Obrigada pelo incentivo! 😉
      Quanto à sua experiência, não se sinta mal por isso! Acontece!
      Ninguém é mais ou menos mãe porque amamenta ou deixa de amamentar! Cada uma tem seus motivos para seguir este ou aquele caminho e ninguém tem o direito de julgar!
      Beijão!
      P.S.: Adorei saber que gosta do blog! Fique a vontade pra comentar sempre!

  5. Ana Paula Faoth Diz::

    Oi Pri…sabe que tenho me feito algumas perguntas parecidas com a sua? rssrsr…pra mim que espantoso era um bb não ser amamentado, mas desde que Léo nasceu tenho me deparado com outra realidade…Canso de ouvir observações (sem eu pedir aliás) do tipo:
    – Oqueeee? Você não dá fórmula pra ele nem antes de dormir? Por isso ele acorda 3 x a noite pra mamar…ou então(essa eu escuto de enfermeiras e de alguns pediatras por onde eu passei):
    -E além do leite materno, qual o leite artificial que ele toma mãe?
    Tipooo, como assim?? Meu filho está em aleitamento materno exclusivo gente, e não, eu não sou um ET por isso! =/
    A impressão que tenho é que hoje em dia amamentar virou coisa de mulher doida ou desocupada…pq é assim que me sinto quando me olham com olhar de: Nossa, só leite materno?
    Sem contar que as vezes tenho que ouvir: Aii mas vai que teu leite não sustenta, ou vai que não é suficiente pq teu peito não tá gigante!
    Daí eu faço meu discurso decorado de que não existe leite que não sustenta e que meus peitos não estão saltando fora da blusa pq meu corpo maravilhoso já produz a quantia correta que o meu bb precisa…rsrs, e recebo em troca olhares desconfiados!
    Como vc disse, elogio não recebemos, sei que fazemos nossa obrigação de mãe, mas na minha opinião deveríamos sim ouvir elogios, pq só quem amamenta sabe o quanto precisamos ser corajosas né amiga? rs…São complicações no início, depois os bbs mordem,alguns mamam a noite toda e a mãe nunca mais tem mais do que 3 hrs de sono seguidos, a lista de contratempos é imensa!Apesar disso, é o momento de maior amor entre mãe e filho e eu não consigo aceitar que tem mãe que não amamenta simplesmente por que não quer, ou porque acha que o seio vai ficar feio, ou porque não quer passar pelos “contras” da amamentação…enfim…Merecemos elogios sim, e eu acho que vc tá sendo uma linda por amamentar a Giulia por todo esse tempo e tbm acho que a hora de parar quem decide é você!E agora chega pq meu comentário já virou um texto, hahaha…bjosss…

    • Priscilla Diz::

      Ai amiga, seus comentários são sempre ótimos!!! ADORO!
      Obrigada pelo elogio! Agora não poderei mais dizer que nunca fui elogiada! hahaha!
      Mas o que vc falou é pura verdade…é difícil pacas, as pessoas podiam reconhecer nosso esforço e nos incentivar um pouco mais né?
      Fico impressionada como as críticas, caras feias ou simplesmente a falta de apoio e orientação, muitas vezes vêm dos próprios profissionais da área da saúde (como vc mesma comentou). É revoltante! Por isso que muitas mamães, inseguras e fragilizadas, acabam cedendo e optando pela fórmula!
      Já aquelas que não querem amamentar porque o seio vai ficar feio, sem comentários! hahaha
      Beijo lindona!

  6. MICHELE Diz::

    Minha filha tem um ano e dois meses, e ainda mama no peito e come muito bem.
    Bem, á algumas semanas, passei por um clinico geral, muito antiquado, do tipo que se formou e não se atualizou, ele me disse que eu não deveria amamentar mais, que era necessário somente até os 06 meses e que por ela andar e ter mais de um ano eu deveria tira-la do peito e também da fralda, falou varias baboseiras do mesmo nível, pena que eu estava muito doente, bem lesada msm, e não respondi, mas achei um absurdo alguém que deveria informar, desinformar.

    • Priscilla Diz::

      Vc tá brincando que o médico falou tudo isso???? Que absurdo!!!
      Ele deveria ser o primeiro a incentivar o aleitamento materno! E tirar a fralda com apenas 1 ano e dois meses???? Muito cedo!
      Fiquei indignada agora Mi!
      O negócio é deixar entrar por um ouvido e sair pelo outro! rsrs
      Beijão!

Deixe seu comentário

*