Minha escolha de carrinho: Chicco Liteway

Eu sei que para muitas gravidinhas (senão todas) a escolha do carrinho é sempre um grande dilema. Mas vou contar uma coisa pra vocês: eu nunca dei muita bola pra isso. Mal pesquisei sobre o assunto e fui pouquíssimas vezes olhar modelos em lojas.

O primeiro carrinho da Giulia nós ganhamos. Era um Travel System da Burigotto. Estava super satisfeita com ele, até começar a sair sozinha com a pequena. Comecei a perceber que o carrinho era um verdadeiro trambolho e toda vez que saíamos com ele, eu ficava mega estressada tentando colocá-lo no carro, tentando abri-lo, fechá-lo e por aí vai. Sem contar que moramos em prédio de poucos andares, portanto sem elevador, apenas escadas e, além disso, nossa vaga de garagem não fica assim na porta de casa. Então, transportá-lo era um verdadeiro empenho.

Decidi que compraria um carrinho mais leve, tipo guarda-chuva.

O primeiro que comprei foi um modelo de três rodas da Baby Go. Não lembro o preço, mas foi bem baratinho. Ele é um carrinho bem simples, pra ser usado em passeios curtos. Usei muito pra passear com ela no nosso condomínio, pra ir à padaria ou à casa da minha sogra, que é bem pertinho da minha. Hoje praticamente não uso, pois a Giulia gosta de ir andando. Carrinho é para os fracos! Haha. O único ponto negativo desse carrinho é que ele não reclina, só tem uma posição, que é a sentada. Fora isso, apesar de simplesinho, acho ele espetacular. Sabem quanto o bichinho pesa? 3,6 kg! Isso mesmo! E fechado fica menor do que a minha bolsa! Hehe. Ele é absurdamente leve, muito mais leve do que a Giulia no primeiro mês de vida! Hahaha.

carrinho baby go

Bom, mas como a Giulia costumava dormir nos passeios mais longos e o da Baby Go não reclinava, achei importante comprar outro que tivesse a posição deitada, mas que também fosse leve e tivesse fechamento “guarda-chuva”. Foi aí que cheguei no Chicco Liteway. Na verdade fiquei em dúvida entre ele e um da Maclaren, que também é muito recomendado. Mas, se não me engano, estava com dificuldade de achar disponível nas lojas o modelo e cor que eu queria do carrinho da Maclaren. Então, acabei optando pelo o da Chicco mesmo.

carrinho chicco

E olhem, não me arrependo! Acho ele ótimo. É claro que não é tão leve quanto o da Baby Go. Bem mais pesadinho na verdade: 7kg. De qualquer forma, é muito mais leve do que o Travel System que tínhamos.

Para mim, os principais pontos positivos dele são:

  • É absurdamente fácil de abrir e fechar;
  • É de alumínio, portanto mais leve do que muitos carrinhos por aí;
  • Não ocupa muito espaço no porta-malas do carro;
  • Tem assento reclinável em 5 posições, inclusive fica totalmente deitado;
  • Pode ser usado até os três anos de idade.

Os pontos negativos são:

  • A capota verão/inverno, como é encaixada, bem de vez em quando sai ao abrir o carrinho (mas nada absurdo e que incomode);
  • O cinto de segurança fica meio frouxo – Já cheguei a ir a uma loja da Chicco para ver se não era eu que não estava conseguindo ajustar o cinto adequadamente, mas a vendedora me contou que realmente ele tinha esse “probleminha”, mas que a Chicco já estava tomando as devidas providências. É provável que os novos carrinhos já não venham mais assim.
  • Preço – Acho meio salgadinho.

Mas, de uma maneira geral, estou bem satisfeita com ele. Já o deixo no carro direto, aí quando saímos é só tirá-lo do porta-malas. Mas como falei antes, hoje em dia usamos muito pouco os carrinhos, a Giulia prefere ir caminhando, ou melhor, correndo!

Ah, e o modelinho da Giulia é o preto mesmo, igualzinho ao da foto! Charmosinho, não acham? rs.

Quem tiver interesse e quiser ler as especificações técnicas é só clicar aqui.

Beijos pessoal!

19 pessoas curtiram.

Psicóloga. Apaixonada por cinema, viagens, gastronomia e decoração. Mamãe da Giulia.

Comentários

  1. Náy Diz::

    Eu ganhei o Milano, da Galzerano.Ele é bacana,mas estou pensando em comprar um magrinho só para passeios curtos.

Deixe seu comentário

*