Itens Necessários e Desnecessários no Enxoval do Bebê!

enxoval bebe

Fonte

Como a maioria das mães de primeira viagem, me empolguei demais montando o enxoval da Giulia. Hoje vejo que comprei muita coisa desnecessária. Mas, por outro lado, sinto falta de itens importantes que deixei de adquirir por achar que não eram tão importantes assim. Por este motivo, resolvi criar essa lista com o que considero necessário ou desnecessário para o enxoval do bebê. A princípio, queria apenas dar um help a uma amiga que está prestes a dar à luz ao seu primeiro filho, mas acabei repassando essa lista para outras mamães e agora tive a ideia de postá-la aqui no blog. Vale ressaltar que essa é apenas a MINHA opinião. O que pode ser útil para mim, pode ser inútil para outra mamãe e vice-versa. É tudo muito relativo. Depende da mãe, do bebê, da região onde mora, da situação financeira, entre diversos outros fatores.

Mas espero de coração que esta listinha ajude de alguma forma as mamães que estão montando, com todo amor e carinho, o enxoval dos seus pimpolhos!

  • Mosquiteiro – Achei inútil! Só estava juntando pó no quarto da Giulia, até que um dia me injuriei e resolvi tirá-lo. Pode ser útil para a pessoa que mora em um lugar que tenha muito mosquito ou então queira usá-lo apenas para enfeitar o berço! Eu comprei e me arrependo.
  • Protetor de berço – Até acho útil (principalmente depois de um episódio em que a Giulia bateu a cabeça na grade do berço, tadinha!), mas acho um absurdo o preço que cobram nas lojas! Sempre dê preferência àqueles que são estilo americano e ficam bem firminhos no berço, não compre aqueles fofos/gorduchos sabe?! Pois pode ter risco de sufocar o bebê.
  • Kit Higiene – Algumas coisas são úteis, outras não. Eu particularmente acho desnecessária aquela garrafa térmica, por mais que mantenha a água morninha, uma hora esfria. Acho mais prático, toda a vez que for trocar o bebê, pegar água morna na torneira/chuveiro ou dar uma esquentadinha rápida no microondas. Uma coisa que é útil, mas não vem na maioria dos kits higiene, é aquela molhadeira (potinho de cerâmica pra molhar o algodão na água morna). Eu tive que providenciar um potinho só pra isso. É claro, estou considerando que você não vá limpar a bundinha com lenço umedecido. Os pediatras não recomendam, falam pra usar só quando sair, quando não tem outra opção. No meu caso, nem que eu queira dá pra usar, a Giulinha tem alergia, uma pele super sensível, então só água morna mesmo!
  • Trocador em cima da cômoda – Todo mundo acha útil, só eu que não. Haha. Não gosto de trocar a Giulia em cima da cômoda, pois ela fica se mexendo e acaba batendo a cabeça na parede. Acho que tem pouco espaço ali. Sempre troco ela no próprio berço ou na minha cama, usando um trocador portátil. Tem a opção de usar também aqueles trocadores que encaixam no berço, mas já não sei se são úteis ou não.
  • Trocador portátil – Muito útil, seja pra trocar em casa ou na rua.
  • Tapete – Só se for pra enfeitar.
  • Prateleiras/Nichos – Não coloquei, mas acho útil pra poder colocar os bichinhos/bonequinhas/carrinhos que você compra ou ganha. Os da Giulia acabaram ficando dentro do guarda-roupa!
  • Abajur – Acho útil, escuridão total não é legal, principalmente na hora de trocar ou dar de mamar pro bebê na madrugada. Eu não comprei e tenho que deixar a luz do corredor acesa.
  • Cesto de roupa suja – Útil. Não dá pra misturar as roupas do bebê com as suas né?!
  • Balde de roupas – Útil. Às vezes precisa deixar uma roupinha de molho e não rola usar o balde de pano de chão…hehe. Dá até pra usar o balde como cesto de roupa suja, já é uma economia!
  • Balde para ofurô (Tummy tub) – Falei sobre ele nesse post!
  • Porta –fralda – Não comprei, mas sinto falta. Deixo as fraldas da Giulia dentro do guarda-roupa, no pacote mesmo e não acho nada prático ter que pegá-las lá dentro…é muito melhor mantê-las ao alcance das mãos.
  • Móbile de carrinho ou bebê-conforto – Vale a pena comprar! A Giulinha tem uns penduricalhos no carrinho dela e, de vez em quando, fica super entretida com eles.
  • Moisés ou Mini-berço – Ótimos pra deixar o bebê no nosso quarto enquanto ainda é muito pequenininho. Mas o carrinho também serve!
  • Travesseiro Normal (aqueles retinhos, quadrados e finos) – Inútil. O bebê não deve usar travesseiro até um ano de idade.
  • Travesseiro anti-refluxo (aqueles maiores, que começam alto e vão afinando, para o bebê ficar inclinadinho) – Útil. O bebê deve ficar sempre numa posição mais inclinada, para não se sufocar caso tenha refluxo. Comprei um pro carrinho e outro pro berço. Diferente dos travesseiros normais, que ficam apenas embaixo da cabeçinha, esse fica embaixo também dos ombros e costas, não prejudicando o pescoço do bebê.  Comprei naquela feira de gestante e bebê que tem todo ano, saiu bem mais barato do que se tivesse comprado em lojas específicas para criança.
  • Colchão para carrinho – Útil. Normalmente o assento/encosto do carrinho é meio durinho e o tecido nada agradável. O colchonete deixa mais macio e já vem com lençol. Super bom. Recomendo!
  • Poltrona de amamentação – Não comprei. No começo tive um pouco de dificuldade de encontrar um lugar bom pra amamentar, mas hoje em dia é muito tranqüilo, consigo amamentar até em pé…rs. Então não sei até que ponto vale ou não a pena. Acho que se tiver com o orçamento folgado, dá pra comprar, mas não é algo que seja imprescindível.
  • Almofada de amamentação – No meu caso foi um item totalmente inútil. É melhor apoiar numa almofada normal, do que nessa almofada de amamentação. Achei muito ruim, super desconfortável. Só é boa pra deixar o bebê sentadinho/apoiadinho no sofá ou na cama. Mas mesmo pra isso usei pouquissimas vezes. Hoje em dia não compraria.
  • Rede para banheira ou apoio de banheira para recém-nascido – Tenho e nunca usei, totalmente desnecessário.
  • Termômetro para banheira – Útil. Não acho muito confiável testarmos com as próprias mãos ou cotovelo. Fiz isso uma vez, achei que a água estava numa temperatura boa e quando coloquei o termômetro estava bem acima do ideal (é que eu gosto da água bem quente). Não custa comprar, é super baratinho.
  • Banheira com suporte – Super importante. Dar banho dá uma dor nas costas danada!
  • Esterilizador de mamadeira, chupeta, etc. – Tenho um de microondas, uso de vez em quando, mas nada que uma água fervente não resolva. Vai depender do teu orçamento!
  • Pratinhos, copinhos e talheres – Óbvio que são necessários, mas dá pra deixar pra comprar depois, afinal o bebê só vai usar isso lá pelos 04 meses.
  • Termômetro corporal – Super útil e importantíssimo.
  • Aspirador nasal – Útil. A Giulia já pegou gripe três vezes e o aspirador ajudou bastante.
  • Bolsa térmica de gel ou sementes – Super útil nos primeiros três meses, acalma bastante o bebê quando está com cólica.
  • Dosador de remédio – Inútil. Os remédios já vem com dosador.
  • Paninhos de boca – Compre MUITOS!!! Usa absurdamente!
  • Babadores – Usa bastante também, mesmo antes de começar a tomar suquinho ou comer papinha. Uso na Giulia porque ela vomita bastante e, além disso, dependendo da cor da vitamina (ferro) ou remedinho que eu tenha que dar, se eu não coloco o babador suja toda a roupinha dela. Ela tem tanto os babadores de pano quanto os de plástico (esses  uso para dar as papinhas).
  • Meias – Usa muito também.
  • Rolinhos segura-bebê – Inútil. Nunca usei.
  • Saída de maternidade – Comprei um kit de macação e saco de bebê (horrível pra carregar o bebê, por sinal. Na minha opinião, manta é melhor). Foi super caro só porque era uma “saída de maternidade”. Totalmente desnecessário, é só escolher uma roupinha bonitinha e uma manta combinando (ou não, rs).
  • Mordedor – Vale muito a pena, mas também dá pra esperar um pouco pra comprar. Quando o bebê tiver mais ou menos 3 meses.
  • Base bebê-conforto – Muito mais prático. Não precisa ficar prendendo e soltando o cinto do bebê conforto toda hora. É só encaixar na base! Indico.
  • Concha de amamentação – Recomendo. Ajuda a aumentar o bico, não deixa o leite empedrar e armazena o leite que vaza. Só não dá pra dormir com ela, senão vaza tudo por uns furinhos que ficam na parte de cima e que ajudam a “respirar”.
  • Shampoo e condicionador – Desnecessários. Compre sabonete líquido da cabeça aos pés. Uso Johnsons ou Turma da Mônica. É bem mais prático. Comprei vários shampoons e condicionadores e nunca usei, ainda mais porque a Giulia não tem quase nada de cabelo.
  • Álcool 70% – Super importante, tanto pra limpar o umbigo quanto pra limpar a banheira antes de dar banho.
  • Algodão – É bom  ter estoque, usa demais!!!!!!!
  • Hidratantes, óleos, perfumes – Compre apenas se sentir necessidade. Perfume eu uso na Giulia, adoro cheirinho de bebê. Mas óleo e hidratante não uso. Só usei quando ela tinha menos de um mês e a pele dela estava descamando.
  • Talco – Nem pensar!
  • Faixa para umbigo – Nem pensar!
  • Roupas – Conjuntinhos de body e calça são ótimos. O bebê perde roupa muito fácil, mas usa muito também. Às vezes preciso trocar a Giulia umas três vezes no dia, pois ou vaza xixi ou ela vomita ou simplesmente porque dou banho. A questão não é a quantidade. Acho bom ter bastante roupinha, principalmente das básicas, só não compensa gastar muito com isso. Roupa cara é um desperdício.

É óbvio que esqueci de um monte de coisa, mas a medida que for lembrando, vou atualizando a listinha.

Ah, e também vou postar pra vocês qualquer dia uma listinha de enxoval bem completa com todos os itens necessários e suas respectivas quantidades.

E vocês? O que compraram e se arrependeram? Ou o que não compraram, mas perceberam, mais tarde, que se tratava de um item importantíssimo? Conte pra gente!

35 pessoas curtiram.

Ensaio Priscilla e Diego

Esse foi meu primeiro ensaio oficial e esse casal lindo são a Priscilla e o Diego enquanto esperavam a chegada de uma princesinha chamada Giulia.  Sim, eu sei que inverti e que já coloquei fotos da Giulia, é que eu recuperei essas fotos há pouco tempo. Mas fotos de mamães são sempre bem vindas né?!

Eu sou simplesmente apaixonada por ensaio de gestante, é um momento tão lindo, tão sublime. Essas fotos foram feitas dia 11 de março de 2012 e a Giulinha nasceu exatamente um mês depois. Esse ensaio foi feito no Bosque Alemão em Curitiba, era um dia lindo de sol e reuniu muitos amigos, inclusive a fotógrafa (eu mesma!). É simplesmente encantador ver a doçura da Pri, o amor do Diego e a alegria dessa espera. Espero que vocês gostem!

ensaio de gestante

ensaio fotográfico

ensaio de gestante

ensaio fotográfico

ensaio fotográfico de gestante

ensaio fotográfico de gestante

ensaio fotográfico de gestante

ensaio fotográfico de gestante

ensaio de gestante

ensaio de gestante

ensaio de gestante

ensaio de gestante

Quem quiser conhecer melhor meu trabalho é só clicar aqui.

9 pessoas curtiram.

Brincadeiras para Chá de Bebê

Eu nunca fui muito fã daquela brincadeira clássica em chá de bebê, na qual a grávida deve adivinhar os presentes dos convidados, pagando uma prenda caso erre. Sempre achei meio constrangedor (sou bicho do mato mesmo! Rs) e, além disso, cansativo para os convidados. Afinal, as pessoas só se interessam quando é o presente delas que está em jogo. E no décimo pacote, ou muito antes, tá todo mundo disperso! Fato!

Pensando nisso e no fato de que eu não queria sair de lá toda pintada, cheia de farinha e ovo é que eu e a minha grande amiga-irmã, Flávia, selecionamos algumas brincadeiras com todo cuidado e carinho, para agradar tanto a ex-barriguda exigente aqui quanto os convidados! E modéstia à parte, ficou super gostosa a nossa tarde de comemoração! 😉 Obrigada mais uma vez amiga!!!!

Bom, fizemos três tipos de brincadeiras! Na minha opinião, foi a quantidade perfeita (o planejado era fazer mais, mas mudamos de última hora!)…deu tempo de comer, conversar, tirar foto, brincar e abrir alguns presentes!

A primeira brincadeira foi a do “bebê internacional” . Foi entregue a cada convidado uma lista com a palavra bebê escrita em dez línguas diferentes! Os idiomas ficavam ao lado, então o convidado deveria fazer a correlação. Aquele que tivesse o maior número de acertos ganhava um brinde. (Para entender melhor o jogo e imprimir a cópia dos convidados e o gabarito clique aqui). Foi super legal e o pessoal quebrou a cabeça! Hehe

A segunda brincadeira foi a de adivinhar o tamanho da minha barriga!! Passamos entre os convidados uma fita, uma tesoura e uma caneta. Cada convidado tinha que cortar um pedaço da fita que achava que correspondia ao tamanho da minha barriga e colocar o seu nome nela. Depois que todos fizeram este procedimento eu experimentei cada pedaço de fita! Quem mais se aproximou do tamanho ganhou um brinde! Gente, foi hilário…as pessoas tinham uma percepção muito distante da realidade! Hahaha! Era cada pedaço de fita imenso…quase o triplo do tamanho real! Hahaha! Super divertido!

E a última brincadeira consistia em dar 30 segundos para os participantes escreverem em um papel alguns itens que o bebê necessita (mamadeira, chupeta, babador, fralda, lenço umedecido,etc.). Quem conseguiu escrever mais itens ganhou um brinde.

Ah, e quando estávamos arrumando o salão colocamos embaixo de três cadeiras um papel que dizia “vale-brinde” e ao final das brincadeiras pedimos pro pessoal olhar embaixo de onde estavam sentados para ver se tinham sido premiados!

Vocês devem estar se perguntando que brindes foram esses que eu saí distribuindo! Bom, selecionei várias coisinhas super em conta: Caneca, esmaltes, lenços umedecidos de lata da Ricca (super fofos, já viram?), lenços removedores de esmaltes também da Ricca, porta-moedas, espelhos de bolsa, necessaire, pinça decorada, etc.

O número de brindes foi maior do que o número de brincadeiras, fiz isso pensando na possibilidade de existirem múltiplos ganhadores, o que de fato aconteceu! Mesmo assim sobraram alguns, mas eu dei um para minha sogra e outro para a Flavinha, que já tinha me ajudado um monte!

Depois de toda essa diversão, abri alguns presentes! Perguntei quem gostaria que eu visse ali mesmo o que tinham comprado pra pequena e fui rasgando os pacotes! Uma delícia! A Giulinha ganhou tanta coisa linda e útil! Amei!

Valeu muito a pena! Saí morta de lá, afinal já tava com um barrigão de 34 semanas, mas me senti extremamente feliz e realizada!

Foi tudo tão lindo que bate uma saudade enorme cada vez que eu vejo as fotos!

Bom pessoal, tenho outras brincadeiras salvas no meu computador, quem tiver interesse é só me avisar! =D

brincadeiras cha de bebe

Flavinha me ajudando a experimentar as fitas!!!!

14 pessoas curtiram.

O que usar na gravidez!

O que usar na gravidez é assunto sério! Rs. É fato que grávidas sofrem para encontrar uma roupa adequada para sair, seja para passear, trabalhar ou, até mesmo, para ir a um evento mais chique.

Quando a barriguinha começa a aparecer a tendência é procurar peças que disfarçam um pouco. Afinal, a pança parece mais de chopp ou de junk food! Quem não te conhece não diz que você está grávida!!!

E depois que a barriga está bem redondinha, a gente quer mais é mostrar mesmo! Aliás, grávida, desde o dia em que descobre a gravidez, sonha com esse momento: exibir a barrigona. É uma delícia! Na rua todos olham e você se sente o máximo! Hehe. Então, dá-lhe procurar roupas que evidenciem a linda e redonda pança!

Bom, quando eu estava grávida, logo no início, tive que comprar algumas coisinhas para o meu guarda-roupa, caso contrário, teria que ir trabalhar pelada. Hahaha. Tá bom, exagerei! Mas o fato é que minhas calças jeans já não fechavam mais e minhas blusas começaram a ficar curtas!

Comprei calças jeans próprias para gestante (com elástico na cintura), algumas batas, algumas blusas básicas mais compridinhas, um vestido preto para uma ocasião mais requintada, legging preta (própria para gestante também, tecido mais molinho e cintura mais alta) e vestidinhos mais coloridos para o verão. O restante tentei usar o que eu já tinha mesmo!!! Abusei de lenços, cintos, saias, sandálias rasteira, sapatilhas, etc.

Bom, mas pensando em tudo isso, resolvi listar algumas peças que, na minha opinião, não podem faltar no guarda-roupa de uma grávida! É claro que tudo depende da época do ano em que você engravida, se está frio ou quente. No meu caso, quando eu estava bem barrigudona, o clima estava ótimo, sol todos os dias, por incrível que pareça! Então era bem mais fácil, nada que um vestidinho leve não resolvesse.

No inverno é mais complicado, mas vale apostar em casaquinhos compridos, camisas, lenços, cachecol, meia-calça (daquelas bem grossas), a velha e insubstituível calça jeans (com elástico, claro), botas com salto baixo e sapatilhas!

O negócio é usar a imaginação, abusar dos acessórios e tentar conciliar umas roupinhas próprias para gestante com as que você já tem no seu guarda-roupa!

Ah, e quando fizer comprinhas na gravidez, tente optar por peças que poderão ser usadas também depois que o bebê nascer! É claro que algumas peças vão ser só pro período da gravidez mesmo, como a calça jeans. Mas o restante tente comprar pensando no futuro e, até mesmo, no período da amamentação.

Bom, mas chega de blá blá blá. Aí vão as peças que considero essenciais:

Legging (De preferência preta, pois combina com tudo!)

legging roupa gravidez

Camisa (Aquela que você já tem em casa. Usada aberta e com uma basiquinha por baixo.)

camisa xadrez roupa gravidez

Vestidos (Ótimos no verão. Mas também podem ser usados no inverno, caso tenham uma cor mais sóbria e sejam usados em conjunto com uma meia-calça, bota e casaco, por exemplo.)

vestido roupa gravidez

Cintos (Peça chave. Podem ser usados logo abaixo dos seios ou embaixo da barriguinha. Fica um charme!)

cintos roupa gravidez

Calça Jeans (Tenha pelo menos uma! Você usará bastante em todo o período da gravidez e logo depois que o bebê nascer, quando ainda estiver um pouquinho inchada.)

calça jeans roupa gravidez

Blusas básicas compridas ( Quando a barriga estiver bem saliente, você verá que as blusas que tem em casa ficam absurdamente curtas, então opte pelas mais compridas. Fica bem mais bonito não acham?!)

blusa basica roupa gravidez

Bom, é isso pessoal! Independente de qualquer coisa o importante é se sentir bem e, principalmente, confortável! Afinal, grávida é linda de qualquer jeito né não!? haha

10 pessoas curtiram.