Parede para as crianças desenharem!

Que tal providenciar uma parede para as crianças desenharem a vontade?

Pra quem não sabe, o desenho é extremamente importante para o desenvolvimento infantil. Além de ser uma forma da criança se expressar, transformando suas experiências e emoções em cores, traços e formas, é fundamental para a estimulação de vários aspectos cognitivos, como: atenção, percepção, linguagem, raciocínio, etc.

Portanto, o desenho deve ser MUITO incentivado. Seja na escola ou em casa!

Infelizmente, muitos pais desencorajam seus filhos a desenharem e acreditam que o desenho nada mais é do que um simples passatempo. Já trabalhei bastante com crianças e já escutei várias histórias de pais reclamarem que os filhos desenhavam demais na escolinha e que deveriam fazer algo mais produtivo! No próprio consultório, certa vez uma mãe me questionou: Compensa eu pagar a consulta para o meu filho vir aqui desenhar com você? Apesar de não parecer (esse é um dos problemas da escrita), ela me perguntou de forma super carinhosa, apenas por não entender – de fato – a importância do desenho (nesse caso, para fins de intervenção psicológica).

Vejo que muitos pais ainda não se deram conta de que o “simples” desencorajamento (através de palavras e atitudes que, muitas vezes, passam despercebidas) contribui para o bloqueio de vários outros processos importantes na infância, como a fantasia e a criatividade.

Ok, mas o intuito do post nem é esse! Haha! Queria apenas dar algumas dicas bacanas de como transformar uma parede qualquer em um belo “quadro” para as crianças desenharem.

Aqui em casa quero muito estimular a baixinha a soltar a criatividade dela! Já tenho dado, de vez em quando, papel e giz de cera para ela ir se familiarizando com o negócio. Hehe! Até que sai uns rabiscos, mas a coordenação motora necessária pra este tipo de atividade ainda não está muito bem desenvolvida, fora que – vira e mexe – ela quer comer o giz de cera. Mas tudo bem, faz parte! rs.

Mais pra frente, quando ela estiver maiorzinha, quero colocar em prática alguma dessas ideias que vou mostrar hoje pra vocês! Quero que ela tenha um espaço grande – e só dela – para rabiscar, colorir, desenhar, escrever.

Contei a ideia pro meu marido e ele disse: “ah, mas podemos comprar um quadro, não precisa ser necessariamente uma parede!”. Mas a graça é desenhar na parede, ora bolas! Hahaha. E vai dizer que não é o sonho de toda criança?

É claro que ela poderá desenhar também em papéis, cadernos, caixas de papelão, etc. Mas acho que ter um espaço na parede vai ser bem bacana, vocês também não acham?

Não preciso nem dizer que regras e limites devem existir né? Óbvio que a criança não pode sair pintando tudo por aí! É preciso deixar bem claro onde ela pode e onde ela não pode desenhar.

Bom, mas vamos ao que interessa.

Parede Quadro Negro:

1

Demais né? Pra transformar a parede em um quadro negro é bem simples, basta usar uma tinta específica. O processo de pintura é igualzinho a qualquer outra tinta convencional. Se optar pela Coral, a tinta que você deve procurar se chama Esmalte Sintético Coralit Fosco. Se optar pela Suvinil, procure pela Suvinil Esmalte Fosco.

Para desenhar, usa-se o giz e para apagar, um pano úmido! Acho que apagador também deve servir!

Outras fotos para servir de inspiração (tiradas todas do Google Imagens):

2

3

5

7

4

10

8

Parede Lousa Branca:

11

12

Essa ideia genial achei nesse site aqui. Para conseguir esse efeito, basta colar na parede um adesivo vinílico. Veja só o passo a passo completinho.

Para escrever, usa-se caneta específica para quadro branco e para apagar, um simples paninho!

Mais fotos (também tiradas do Google Imagens):

13

14

Parede Papel Kraft (pardo):

Essa ideia é mais simples, mas não deixa de ser tão bacana quanto as outras!

Basta cobrir uma parede com papel Kraft. As crianças podem desenhar com qualquer tipo de material: canetinhas, lápis de cor, giz de cera, etc. E o papel pode ser trocado sempre que achar necessário.

15

Imagem tirada do blog Roteiro Baby.

16

Imagem tirada do blog Potencial Gestante.

E aí, o que acharam?

10 pessoas curtiram.

Um dicionário feito por crianças

IMAGEN-12927996-1A notícia é antiga (de maio desse ano) mas acho que vale a pena compartilhar com vocês, afinal a sabedoria das crianças nos encanta e nos ensina sempre!

Bom, o negócio é que um livro chamado “Casa das estrelas: o universo contado pelas crianças” fez o maior sucesso Feira Internacional do Livro de Bogotá desse ano e ganhou popularidade mundial pela idéia genial, por ser uma fofura e também por nos fazer parar pra pensar na grande sabedoria dos pequenos. O livro foi escrito pelo professor Javier Naranjo e é uma compilação de definições de crianças para as mais diversas palavras, tipo um dicionário mesmo. Sai cada coisa gente… muito legal! São definições cheias de poesia e sabedoria, apesar de serem apenas crianças. Ou talvez por isso mesmo, já que as crianças ” têm uma lógica diferente, outra maneira de entender o mundo, outra maneira de habitar a realidade e de nos revelar muitas coisas que esquecemos”, diz Naranjo.

Tudo começou em uma comemoração do dia das crianças quando ele pediu para seus alunos escreverem uma definição da palavra ‘criança’ e uma delas chamou sua atenção. A definição era essa: uma criança é um amigo que tem o cabelo curtinho, não toma rum e vai dormir mais cedo. Então ele teve a ideia de pedir para seus alunos escreverem definições de várias outras palavras, foi registrando tudo durante uns 8 anos e transformando tudo isso num grande dicionário. Daí saiu o livro e aqui você confere algumas palavras e suas respectivas definições:

  • Adulto: Pessoa que em toda coisa que fala, fala primeiro dela mesma (Andrés Felipe Bedoya, 8 anos)
  • Ancião: É um homem que fica sentado o dia todo (Maryluz Arbeláez, 9 anos)
  • Água: Transparência que se pode tomar (Tatiana Ramírez, 7 anos)
  • Branco: O branco é uma cor que não pinta(Jonathan Ramírez, 11 anos)
  • Camponês: um camponês não tem casa, nem dinheiro. Somente seus filhos (Luis Alberto Ortiz, 8 anos)
  • Céu: De onde sai o dia (Duván Arnulfo Arango, 8 anos)
  • Colômbia: É uma partida de futebol (Diego Giraldo, 8 anos)
  • Dinheiro: Coisa de interesse para os outros com a qual se faz amigos e, sem ela, se faz inimigos(Ana María Noreña, 12 anos)
  • Deus: É o amor com cabelo grande e poderes(Ana Milena Hurtado, 5 anos)
  • Escuridão: É como o frescor da noite (Ana Cristina Henao, 8 anos)
  • Guerra:Gente que se mata por um pedaço de terra ou de paz (Juan Carlos Mejía, 11 anos)
  • Inveja: Atirar pedras nos amigos (Alejandro Tobón, 7 anos)
  • Igreja: Onde a pessoa vai perdoar Deus (Natalia Bueno, 7 anos)
  • Lua: É o que nos dá a noite (Leidy Johanna García, 8 anos)
  • Mãe: Mãe entende e depois vai dormir (Juan Alzate, 6 anos)
  • Paz: Quando a pessoa se perdoa (Juan Camilo Hurtado, 8 anos)
  • Sexo: É uma pessoa que se beija em cima da outra (Luisa Pates, 8 anos)
  • Solidão: Tristeza que dá na pessoa às vezes(Iván Darío López, 10 anos)
  • Tempo: Coisa que passa para lembrar (Jorge Armando, 8 anos)
  • Universo: Casa das estrelas (Carlos Gómez, 12 anos)
  • Violência: Parte ruim da paz (Sara Martínez, 7 anos)

Acho que acima de qualquer coisa esse livro chama a atenção para a sabedoria das crianças e não, não é só porque elas são pequenas que elas não sabem quase nada. Elas sabem, nos ensinam e nos fazem refletir sobre muita coisa. É o que eu sempre digo: Nunca subestime uma criança! (em TODOS os sentidos, haha).

2 pessoas curtiram.

Registro do primeiro ano do bebê

Eu to na semana dos vídeos gente! haha. Queria postar uma coisa diferente pra vocês hoje mas esses vídeos vem até mim, juro que não é minha culpa haha! Hoje foi a minha irmã mais nova que me mostrou um vídeo pra lá de fofinho e com uma proposta super bacana! Espero que inspire vocês, mamães e papais, a registrar o desenvolvimento dos seus filhos, seja com vídeo ou foto. Mas registrem! Eles aprendem tanta coisa em tão pouco tempo, são tão engraçadinhos e passa tããão rápido que é fundamental deixar essa fase tão gostosa guardada pra sempre de alguma maneira! Eles com certeza vão gostar de ver no futuro, mas acho que para os pais ter esse registro não tem preço!

Nesse vídeo os pais do pequeno Indigo resolveram registrar o desenvolvimento do bebê em formato de vídeo. Fizeram takes todos os dias e montaram esse vídeo que se chama “A Second a Day from Birth” e mostra um segundo de cada dia do Indigo durante seu primeiro ano. É uma delícia ver o desenvolvimento dele dia a dia, um verdadeiro tesouro para os pais né?!

A Second a Day from Birth. from Sam Christopher Cornwell on Vimeo.

É isso pessoal, espero que vocês se inspirem e não deixem essa fase linda passar sem eterniza-la de alguma maneira!

Beijo!

4 pessoas curtiram.

Dia dos Pais 2013

O dia dos pais está chegando e as propagandas inspiradas nesse dia tão especial já estão indo pro ar. Hoje uma amiga (linda e amada) postou um vídeo no face que me emocionou demais! Eu não poderia deixar de compartilhar com vocês, é lindo e tenho certeza que vai tocar o coração de muitas de vocês!

O comercial é da Huggies e aborda a grande questão do pai não sentir o que a mãe sente quando está grávida. Eu nunca engravidei, mas deve ser mágico sentir um serzinho, fruto de um amor, se mexendo dentro de você. E é muito triste os pais não poderem sentir o mesmo não é?! A primeira cena é muito engraçada e tenho certeza que aconteceu com muitos casais! A mãe toda empolgada falando que o bebê mexeu um monte e o pai sem sentir nada! Haha. Isso é muito frustrante porque eu já passei pelo que eles passaram, nunca consegui sentir direito os bebês das amigas mexerem. Era sempre “eu acho que senti!” haha.

Mas cientistas já tem a solução!!! Existe um equipamento que permite os pais sentirem os chutinhos dos bebês em tempo real! É lindo de ver a reação dos pais gente, olhem só:

Quem comprar um me empresta quando eu engravidar? Haha.

5 pessoas curtiram.

Bolo de cacau para maiores de 1 ano

Há pouco tempo comprei cacau em pó (100%, sem adição de açúcar), pois queria fazer pra Giulia uma receitinha de Muffin de banana com cacau, que achei no blog As Delícias do Dudu.

Pelo o que andei pesquisando, o cacau traz um monte de benefícios pra saúde. Possui uma série de vitaminas e minerais, sendo bem mais nutritivo e saudável que o chocolate em pó, que contém gordura, açúcar, conservante, etc.

Por todas as qualidades e benefícios do cacau, resolvi incluí-lo na alimentação da baixinha. Até pra dar uma variada nas opções de lanche. Quem disse que comida de bebê (quase criança, no caso da Giulinha! rs) precisa ser sem graça né?

Acabei fazendo o muffin (delícia!) e também outras misturebas que levavam o cacau!

Mas hoje à tarde me deu uma baita vontade de comer bolo de chocolate. Só que não queria fazer uma receita que levasse chocolate em pó (Dois Frades, que sempre uso – ou usava) e nem açúcar refinado, pois queria que a Giulinha pudesse comer um pouco.

Foi aí que resolvi usar aquela minha receita favorita, que já passei pra vocês quando expliquei como fiz os cake pops do niver da Giulia, e apenas substituí alguns ingredientes.

Olha, não é por nada não, mas o bolo ficou PERFEITO! Super macio, bem escuro (por causa da cor maravilhosa do cacau) e com um sabor infinitamente mais gostoso! Amei, com certeza só farei bolo de cacau aqui em casa de agora em diante! Maridão disse que foi o melhor bolo que fiz até hoje! 🙂

A Giulinha também gostou, mas comeu super pouco! Eu tento variar, mas não adianta, ela prefere fruta! Tomara que continue assim! rs.

Bom, eu recomendo essa receita para bebês acima de um ano. De qualquer forma, por ter açúcar, é interessante oferecer bem de vez em quando e em pouca quantidade.

Mas vamos ao que interessa:

  • Ingredientes

– 1 xícara de chá de açúcar Demerara (Dá pra usar o mascavo também, porém acho que ele tem o gosto muito forte. Quem quiser entender a diferença entre os diferentes tipos de açúcar, é só clicar aqui)
– 100g de manteiga
– 2 ovos
– 1 xícara de chá de farinha de trigo
– 1 colher de sopa de fermento em pó
– ½ xícara de chá de cacau em pó (100% – sem adição de açúcar)
– ½ xícara de leite

  • Modo de fazer

Na batedeira bata o açúcar e a manteiga até formarem um creme liso. Separe as gemas das claras. Junte as gemas à manteiga com açúcar e bata até ficar claro.
Pré-aqueça o forno por 15 minutos em temperatura média. Bata as claras em neve.
Misture a farinha, o fermento e o cacau em uma tigela. Junte ao creme batido e mexa com uma espátula.
Coloque o leite e bata com a batedeira, junte a clara em neve e misture delicadamente com a espátula.
Unte e enfarinhe uma forma de bolo pequena. Despeje a massa do bolo na forma com a ajuda de uma espátula.
Leve ao forno e asse por 30 a 40 minutos. Espete com um palito para saber se está bem cozido.

Façam aí e depois me contem! 🙂

Ah, existem diversas marcas de cacau em pó. Mas a que eu uso é essa aqui da Harald Melken:

cacau em pó

Tirei uma foto do meu bolo pra vocês verem, mas ficou feinha, feinha! Hehe! Ele está muito mais saboroso e bonito do que parece aí nessa foto mequetrefe.

 bolo cacau

Beijos com sabor de chocolate (ops, de cacau! rs).

13 pessoas curtiram.