Dicas para viajar de carro com um bebê

viajar de carro com um bebê

viajar de carro com um bebê

Mês passado levei minha pequena para o Rio de Janeiro pra conhecer toda a nossa família! Pra quem não sabe, eu sou carioca e, com exceção da mamis, do padrasto e de duas sobrinhas, a parentada toda mora lá no Rio! Imagina então a saudade que sinto, principalmente do papis, da vovó, dos meus irmãos e dos meus outros sobrinhos! Mas, fazer o que?! Se a vida quis assim…

A princípio iríamos de avião, mas quando imaginamos o quão difícil seria ficar sem carro por lá, logo mudamos de ideia!

Não curto muito viajar de carro, morro de medo de estrada, mas como ficaríamos por lá durante quinze dias, passeando e visitando amigos e familiares, não tínhamos outra opção! Ir de avião e alugar um carro na cidade ficaria muito caro!

No fim das contas, apesar de cansativa, a viagem foi super tranquila! É claro que tentei pensar em tudo e tornar a viagem o mais agradável possível para a pequena. Fiquei morrendo de medo dela passar mal, chorar muito ou, simplesmente, ficar agoniada por estar presa por tantas horas no “bebê-desconforto”. Já tínhamos viajado com ela pra Floripa e foi super tranquilo, mas nem se compara com uma viagem ao Rio, que é muito mais longa! Mas no fim das contas, deu tudo certo! Giulinha se comportou muito bem, dormiu na maior parte do tempo, tanto na ida quanto na volta e só quando estávamos prestes a chegar é que ela começava a ficar um pouco manhosa, daí era hora de lançar mão dos nossos truques! Hehe!

De Curitiba até o Rio dá um pouco mais de 800 Km (chão né?) e fizemos tanto a ida quanto a volta em aproximadamente 13 horas! Quando éramos só nós dois, eu e maridão, a gente conseguia chegar no Rio em mais ou menos nove horas. Mas com a Giulia não dá, primeiro porque andamos BEM MAIS devagar e segundo porque paramos DIVERSAS vezes!

Bom, como viajar de carro com um bebê é uma super aventura e demanda uma série de cuidados, resolvi escrever esse post com algumas dicas do que fazer e do que levar.

Vou apenas falar sobre as coisas necessárias para o trajeto ok? Mais pra frente faço um post do que levar nas malas, quantidade de roupas, fraldas, etc.

Ah, lembrando que a minha experiência foi de viajar com um bebê de oito meses. É claro que, dependendo da idade da criança, algumas coisas são completamente diferentes.

  1. Levar bastante água e oferecer frequentemente à criança;
  2. Levar comidinhas para a criança beliscar (bolacha maisena, frutas armazenadas em uma bolsa térmica, cenourinhas da Turma da Mônica, etc.);
  3. Para almoço (e janta, se for o caso) – se conseguir – levar papinha feita em casa armazenada em uma bolsa térmica. De qualquer forma, é sempre bom ter uma papinha da Nestle na bolsa para garantir! Como minha bolsa térmica não é lá muito confiável e eu não tive tempo de preparar a comidinha dela, acabei oferecendo a papinha pronta mesmo. Infelizmente;
  4. Providenciar algo para tapar o sol que entra pela janela do carro. Pode ser um tapa sol de carro infantil ou um simples cobertor, lençol ou mantinha. Confesso que já li muito a respeito desses tapa-sóis (é assim que se fala? Que se escreve?) e vejo muita gente falando mal, dizendo que não são muito eficazes. Então preferi não gastar dinheiro com isso e coloquei um cobertorzinho preso na janela. Meio jacú, eu sei, mas o cobertorzinho cumpriu muito bem o papel. Haha;
  5.  Aplicar protetor solar no bebê – e levar na bolsa para reaplicar, se for o caso. É claro, isso para bebês com idade igual ou superior a seis meses. É sempre bom conversar com o pediatra antes;
  6. Colocar uma roupinha bem confortável no bebê. Sem sapatos, sem elásticos muito apertados, sem faixinhas de cabelo, etc;
  7. Levar aproximadamente três mudas de roupa na bolsa de mão. Nunca se sabe se a temperatura vai mudar ou se o bebê sujará a roupinha que está usando. No nosso caso, como saímos de madrugada estava bem frio aqui em Curitiba, então vesti a pequena com body manga longa e calça. Mas logo depois tive que trocar a roupinha dela para uma mais fresquinha e, mais no final da viagem, como ela suou muito e sujou a roupinha com papinha, acabei trocando novamente;
  8. Calcular a quantidade de fraldas que o bebê normalmente usa durante o período em que estarão na estrada (no nosso caso 13 horas) e levar umas três a mais na bolsa de mão. Nunca se sabe;
  9. Levar os brinquedinhos e mordedores que a criança mais gosta (Muito importante!);
  10. Gravar vídeos da Galinha Pintadinha, do Discovery Kids ou seja lá o que for pra criança assistir no DVD, no Ipad, Tablet, Celular, whatever. Pessoal, essa dica é valiosíssima. Em vários momentos a Giulinha só se acalmava ou dormia quando colocávamos os vídeos! O negócio é de outro mundo, hipnotizante! Haha.

Bom, provavelmente estou esquecendo de algo. Mas se eu lembrar depois, volto pra atualizar!

Espero ter ajudado! É claro que muitos fatores devem ser levados em consideração ao se planejar uma viagem de carro como: a idade do bebê, a estação do ano e a distância que irá percorrer.

E quem tá pensando em viajar com o pimpolho de carro de Curitiba ao Rio ou do Rio à Curitiba, fique susse! É cansativo, mas dá certo! Experiência própria! 😉

P.S.: É super importante fazer algumas paradas, não só para alimentar o bebê ou trocar a fralda, mas para distraí-lo um pouco. Deve ser muito chato e desconfortável pra eles ficarem tanto tempo no bebê-conforto ou na cadeirinha. Ah, esse é outro ponto importante!! Nunca, em hipótese alguma, transportar o bebê sem o uso da cadeirinha, a qual deve ser aprovada pelo INMETRO e instalada corretamente.

Uma pessoa curtiu.

Psicóloga. Apaixonada por cinema, viagens, gastronomia e decoração. Mamãe da Giulia.

Comentários

  1. Karina Diz::

    Oi Priscilla realmente os protetores solares de colocar no carro não valem nada…… de protetor nao tem nada kkkkk
    A melhor opcao é um cobertor ou qq outro pano pra tampar o sol.
    Eu sei como é cansativo e trabalhoso viajar com bebes, eu moro no Rj e tenho casa em Sp, sempre que dá estamos na estrada, ficar longe da famila é muito ruin.
    Suas dicas sempre muitos uteis.
    Bj

    • Priscilla Diz::

      Oi Karina! Então eu estava certa qnto aos protetores solares de carro? Ainda bem que não joguei dinheiro fora! Haha!
      Nem fale, super trabalhoso viajar com bebê! Mas faz parte né? Principalmente pra nós duas que temos que nos dividir em duas cidades! =D
      Que bom que tem gostado das minhas dicas!
      Beijao!!!

Deixe seu comentário

*