11 coisas que costumo fazer para não surtar!

crazy housewife

Como muitos já sabem, eu cuido da Giulinha e da casa sozinha. Não tenho ajuda de empregada, diarista, babá, creche ou seja lá o que for. Então sabem como é, faço mil coisas ao mesmo tempo e quase enlouqueço tentando dar conta de tudo.

Para manter minha saúde mental intacta, de vez em quando necessito de um tempinho só pra mim. Normal né? Até quem tem ajuda precisa de uns momentos de descanso. Não é fácil pra ninguém. E é aí que entra o intuito do post de hoje: contar pra vocês algumas coisas que faço para não entrar em parafuso. Hahaha.

Quem sabe eu não consiga ajudar alguma mãe desesperada por uma válvula de escape, mas que não tem a mínima ideia de onde possa encontra-la!? É claro que cada um tem a sua realidade. Eu, ainda que não tenha ajuda profissional para cuidar da casa e da minha filha, tenho um marido super participativo e uma mãe que me ajuda em tudo. Não posso reclamar. Sei que algumas pessoas nem isso têm.

Mas vamos ao que interessa:

  1. Choro minhas pitangas aqui no blog – Desabafar com vocês é terapia, sem dúvida. Me faz um bem danado. Tudo bem que às vezes – quando recebo uns comentários um tanto maldosos – tenho vontade de jogar tudo pro alto. Mas logo passa e eu volto correndo contar minhas aventuras maternas por aqui.
  2. Leio outros blogs sobre maternidade – É tão bom saber que você não está sozinho nesse mundo e que tem um tantão de mães sentindo o mesmo que você e vivenciando as mesmas experiências, as mesmas alegrias e os mesmos perrengues.
  3. Acompanho blogs de culinária – Adoro. Vivo anotando receitas novas e experimentando-as aqui em casa. Posso passar horas procurando receitas, buscando inspirações para as refeições, pesquisando sobre novos ingredientes… Acho uma delícia.
  4. Faço bolo – Não sei por que, mas adoro fazer bolo. Hahaha. Mas muito mais do que fazer, adoro o cheirinho que fica pela casa. Dá uma sensação tão gostosa, um prazer inenarrável, um sentimento de paz, sei lá. Hahahaha. Ah, comê-lo também costuma ser muito bom.
  5.  Assisto seriados (ou filmes) com o marido várias vezes na semana – Depois que a Giulia dorme, quando não precisamos atualizar os blogs ou fazer qualquer outra coisa, eu e o maridão costumamos assistir alguma coisa. Somos viciados em série desde sempre. Já terminamos todas as temporadas de algumas, outras faltam várias para acabarem, algumas acompanhamos enquanto são lançadas e por aí vai. Falando nisso, esperando ansiosa pela próxima temporada de The Walking Dead. Haha.
  6. Deixo a pequena na casa da vovó e vou ao cinema – Não é sempre, mas quando é um filme que queremos muito assistir ou quando estamos necessitando muito de um momento relax, a minha mãe fica com a Giulia pra curtirmos um filminho. É tão bom.
  7. Chego ao consultório mais cedo para poder ler algumas páginas de um livro – É ótimo para conseguir manter a leitura em dia. Lá é silencioso e consigo me concentrar.
  8. Vou passar o dia na casa da minha mãe e tiro um cochilo à tarde, enquanto ela cuida da baixinha por mim – Tem coisa melhor?
  9. Às vezes (em alguns domingos), peço para o marido ficar com a Giulia de manhã, enquanto durmo até mais tarde – Normalmente ele fica com ela em casa, mas às vezes vai até à casa da mãe dele ou à casa da avó. E eu acordo só quando dá o horário de preparar o almoço.
  10. Tomo um banho bem demorado, enquanto a Giulia dorme ou enquanto o pai cuida dela – Banhos demorados costumam lavar até a alma. Fazem um bem absurdo.
  11. Coloco uma música bem alta e danço junto com a Giulia – É risada e diversão na certa. Depois disso me sinto preparadíssima para encarar uma pilha gigantesca de louças para lavar (tá, nem tanto Priscilla!).

E vocês, o que fazem para não surtar? Rs.

11 pessoas curtiram.

Psicóloga. Apaixonada por cinema, viagens, gastronomia e decoração. Mamãe da Giulia.

Comentários

  1. Karina Diz::

    Pri, adoro seu blog. Me faz muito bem!!!
    Deus te abencoe.
    bjs

  2. Náy Diz::

    A rotina de mãe é de surtar mesmo.Desde que a minha pequena nasceu,não faço quase nada além de cuidar dela.Sinto falta de ir ao cinema,de ler um livro, de almoçar todos os dias.Eu e o marido também éramos viciados em seriados,mas agora ficou difícil assistir.Como ela ainda é muito pequena,ainda não dá para deixá-la com ninguém.

Deixe seu comentário

*